Iscar com Tenya

O peixe ataca com agressividade, e frequentemente vem preso pelo anzol principal, fixo. Mas acontece também com alguma frequência que venha preso pelo anzol flutuante, que é um complemento, normalmente mais pequeno, e que abraça o camarão de forma a tornar o sistema mais eficaz.

A forma de iscar é muito simples: o camarão entra pela cauda no anzol fixo até onde possível. 

O anzol de assistência prende no corpo do camarão com saída na carapaça da cabeça.

Por uma questão de “facilitar” a vida aos peixes, partimos com a mão a “crista“, o bico do camarão que lhe serve de alguma protecção. 

Em caso de dúvida, queira contactar-nos e teremos muito gosto em elaborar um pequeno filme com esta forma de iscar.





Comentários