Carlos Campos - Se dúvidas houvesse...

Vocês podem pensar que eu estou a apertar com o Carlos Campos, e que se calhar não teria razões para pensar que a criatura é mesmo um alienígena. 
Nestas coisas de extraterrestres, eu nunca me engano! 
Enganei-me ao casar com a minha mulher, mas a Lena tinha um lobby fortíssimo, muito poderoso, a minha sogra garantia-me que era do mais afiançado, que cozinhava como ninguém, que era prendada na passagem a ferro, 
enfim, que eu dificilmente conseguiria encontrar uma moça igual, quanto mais melhor que ela. Na volta, a ideia era mesmo ver-se livre da filha e despachá-la o mais depressa possível. Fui bem enganado!....
Mas nisto do dito “ Carlos Campos” não tenho a menor dúvida: estamos na presença de um ser do outro mundo, que anda cá para nos espiar e dar informações para o planeta dele. Até podem andar a pescar-nos os nossos robalos à noite. 
Não têm notado falta de robalos?!
Esta coisa de andar metido nisto da pesca diurna, não passa de um estratagema, um subterfúgio, uma encenação para parecer uma pessoa normal. É claro que não é. E se dúvidas havia, ora vejam aqui a prova irrefutável disso mesmo: 

Carlos Campos, o alienígena, com uma captura de uma... estrela-do-mar... que lhe levou linha a valer.


Tudo estaria bem se não fosse um pequenino detalhe: reparem bem na foto acima. Parece tudo bem, parece um pescador comum a pescar às estrelas-do-mar. Tudo normal. 
Mas, e há sempre um “mas”, …ele estava a ferrar as estrelas-do-mar com Rapala, enquanto nós cá na terra pescamos todos com lingueirão. Vocês sabem que este tipo de pesca nós fazemos na vazante com lingueirão ou casulo salgado, se estiver a picar mal. Mas é natural que uma “coisa” que vem de outro planeta não tenha essa informação. Se o meu querido leitor fosse hoje pescar para Marte, provavelmente iria tentar pescar aos gambusinos com sardinha, ou outra isca estranha, que eles não utilizam lá. Por isso é que eu digo que esta “coisa” em forma de pessoa é um extraterrestre disfarçado. Não tenho dúvidas!
Reparem também que ele nem sabe colocar o colete, prova de que não é de cá. O colete está ao contrário, e se por qualquer motivo levar um borrifo de água, abre para dentro. 
Ele não tem problemas com isso, porque às tantas o corpo é todo de metal, logo não deforma. Mas este engano é um sinal, aqui há marosca da grande. Eu quando vejo estas coisas desconfio logo. Mais ainda quando vejo que ele tem aquela fita vermelha, que para mim é um suporte para engatar um gancho lançado por uma nave espacial e o penduricalho vermelho logo ao lado, ninguém me convence que, ou é um ejector de emergência para ele sair disparado para o espaço, ou é o detonador que ele puxa para se auto-eliminar, em caso de captura. 

Repito: se virem esta “coisa” na rua, denunciem-no de imediato às autoridades competentes. O Carlos Campos tem de ser neutralizado!


Vítor Ganchinho



Comentários