Japonesices...! ...

O meu amigo japonês Fuminobu Nakayhama adorou ir comigo aos Açores. Achei que seria um sítio onde ele gostaria de ir, não obstante a quantidade de ilhas que o Japão também tem. 
Ele é um fervoroso adepto de ir à pesca, e não propriamente apenas para capturar peixes, porque normalmente deita-os de novo à água. É a pesca pela pesca. Acredito que tenhamos muita gente a fazer o mesmo dentro de umas duas gerações. 

É uma outra mentalidade, de pessoas para quem o peixe cumpre a sua função quando pica e faz muita força para se libertar. 
Depois de capturado, é desferrado com toda a atenção e libertado com um sorriso de felicidade por parte do pescador, que sente que está a contribuir parta algo de melhor, a todos os níveis. 
E para ele, faz todo o sentido que seja assim. Lá chegaremos um dia, ao sentido ecológico dos japoneses. 

Pescou trutas açorianas nas ribeiras de S. Miguel, um lugar onde nunca pensou fazer algo do género, e divertiu-se que nem um perdido a pescar gorazes e chernes ao fundo, com isca, no Mar da Prata. 
Com jigs, o que lhe apareceu foram carapaus do alto.
Mas pelo menos pescou alguma coisa com jigs. Para os japoneses, pescar com isca orgânica é algo tão estranho quanto para nós pescar com amostras, ...é algo que por lá raramente se faz. 

A dada altura, falei-lhe em ir pescar a Angola. Porque acho que uma expedição de pesca a Angola pode ser divertida, pese embora as condicionantes que tem. E estava a pensar em Benguela. 
Ele, num longo discurso inflamado, diz-me: “ Sim, sim, já lá estive, às trutas!”....

Achei aquilo muito estranho, um japonês em Angola não será assim tão comum, e muito menos alguém que vai pescar trutas para um sítio onde não há trutas. E pedi-lhe uma foto. 
Às tantas disse-me: "sim, fui lá, à Argentina, e pesquei imensas trutas". 

Tive oportunidade de lhe dizer que Angola era um pouco ao lado da Argentina, que por acaso há um oceano pelo meio, e se podemos pescar lá uns pargos lucianos, e dos grandes, já quanto a trutas, ...estamos conversados. 







Vítor Ganchinho




Comentários