Pescar douradas com jigs miniatura

Bem sei o quanto acham estranho, mas é uma questão de hábito e crença: há quem saia de casa com meia dúzia de jigs de 7, 10, 12 gramas, para ir…às douradas!
Temos das zonas mais propícias para a pesca deste espárida e pouco mais fazemos que lançar caranguejos. E há outras formas de pescar, e inclusivé mais excitantes.
Neste momento, e após uma trabalhosa desova, as douradas estão em fase de recuperação. Irão concentrar-se em zonas onde podem comer o caranguejo pilado que vai encostar aos baixios, este mês, para desovar na costa.
Pescar a dourada com artificiais pode não “render” as picadas fáceis que se obtêm no período em que estas estão fragilizadas pela necessidade de comer e alimentar as ovas no seu interior, mas é muito mais divertido.
Desde logo por ser mais difícil, e exigir da parte do pescador alguma técnica.
Nos cursos de pesca LRF, procuro mostrar a quem sai comigo a forma como devemos actuar perante as dificuldades que estes peixes nos levantam.


Que elas picam nos artificiais, não tenham dúvida.


Os exemplos sucedem-se, provando da real valia dos jigs para a captura deste peixe.




Na maior parte das vezes, estamos a pescar em zonas de sargos, com muita pedra partida, e consequentemente muitos buracos que podem dar-lhes abrigo. E também a douradas, que gostam muito de estar em companhia de sargos.




O tamanho do jig não tem de ser grande. Dar animação a pequenos jigs de 5 a 7 gramas é sempre mais fácil que a pesos superiores. Em rigor, devemos proceder à escolha de acordo com a profundidade que temos debaixo de nós.


Pela pontinha do beiço, mas também conta.


O meu amigo Raúl Gil, um indefectível da pesca com artificiais. Não pesca com isca orgânica nunca, e não é por isso que não é dono de imensos peixes de excepção.


Também com vinis a imitar pequenas lulas é possível pescar douradas. Depende sempre de quem tem a cana na mão...




Na próxima publicação vamos pescar sargos, …com jigs!



Vítor Ganchinho



Comentários

  1. Bom dia Vitor,

    Ora aqui está o Santo Graal do light / micro jigging!
    Fazer uma Dourada nesta vertente da pesca, está nas minhas metas este ano, vamos ver como corre!
    Ando de olho nuns zingarelhos que estão no site Go Fishing, para fazer frente a esse objetivo.

    Abraco,

    A. Duarte

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde António As douradas mordem os jigs, e são possíveis todo o ano, embora os meses de Setembro, Outubro ...até Janeiro, Fevereiro, sejam os mais propícios. A pesca faz-se com jigs de 5/7/10/ 12 gramas, em pesqueiros mais baixos, até aos 30 metros, e daí para baixo, com 20/30 gramas, até aos 50 metros.
      Com caranguejo já se sabe que elas picam de forma fácil. Uma dourada feita com um jig tem para nós um valor muitas e muitas vezes mais alto. Ficamos sempre felizes quando conseguimos uma.

      E os sargos é igual, também nos dão umas alegrias, embora sejam bastante mais fáceis.
      Posso ir ter consigo à loja, assim que abrirmos, que é no dia 05.04.21, conforme a lei determina. As opções são jigs ou vinis, sendo que com jigs é um pouco mais difícil.

      Eu não tenho nunca ideia do que vai sair na publicação seguinte, porque quem decide sobre a ordem de saída é o Hugo Pimenta. Mas parece que vamos ter sargos...com jig, para segunda-feira.

      Bom fim de semana.
      Vitor


      Eliminar

Enviar um comentário