Viajar de avião sim, ...mas a poder pescar

Por vezes viajamos em trabalho, e nem sempre aquilo que vamos fazer, quer nas nossas ilhas quer no estrangeiro, nos ocupa todo o dia.
Se sabemos que vamos estar alguns dias num local onde podemos lançar umas linhas, porque não aproveitar a oportunidade para passar algum tempo a pescar peixes diferentes?

Considerando a exiguidade de espaço das malas, que normalmente têm de comportar um fato, ou pelo menos roupa suficiente para vários dias, qualquer solução de conjunto de pesca terá forçosamente de considerar as naturais limitações que se nos deparam. Os fabricantes pensaram nisso, e obviamente encontraram soluções.

O Light Rock Fishing, LRF, vem a calhar para esta situação. Desde logo porque todo o equipamento é de uma considerável ligeireza, e também porque tudo é miniatura. A cana poderia ser, à partida, aquilo que poderia não se enquadrar e estragar-nos a ideia de pesca, mas também isso foi pensado pelas marcas: criaram as canas “ travel”, que mais não são que canas comuns de LRF, mas fabricadas em 4 ou 5 secções, de curta dimensão. Não obrigam ao pagamento de qualquer taxa adicional de transporte, porque tudo viaja dentro da nossa mala de porão.

Passo-vos imagens de uma cana travel da marca japonesa Xesta que adquiri há uns anos, e que me tem dado muitas alegrias. Porque consigo ter uma cana de 1,95 mts numa leve bolsa de 45 cm, sinto-me sem limitações.
Esta cana pesa cerca de 85 gramas, é carbono puro e um pouco de EVA, e isso é precioso para quem viaja com restrições de peso limitado. O carreto, um PENN formato 2000 e meia dúzia de vinis e jigs de 5/ 7 gramas, uma ou duas amostras, compõem o resto do conjunto.
E é tudo. Sinto-me armado para poder experimentar a fazer, em qualquer ponto do globo, umas horas de luta com os peixes. É diversão garantida!


Isto é tudo aquilo que é necessário para podermos pescar: uma cana, um carreto com linha, e uma amostra. No total, cerca de 300 gramas!...




Não fica a faltar nada para irmos à linha de costa desafiar uns peixes. É só adicionar água…..


Aspecto interior da bolsa travel, com a cana perfeitamente acomodada.


Aqui a 5 secções que compõem uma vara de 1,95 mts, em carbono, para pescar peixes com alguma dimensão.


Com este conjunto, e a utilizar um vinil c/ cabeçote de 7 gramas, entre outros peixes, já fiz um mero pequeno….
Uma pequena grande vitória.

Na próxima semana vamos ver a solução para protecção de canas maiores, muito mais pesadas e volumosas, mas que têm a sua utilidade em zonas com peixe muito mais pesado.



Vítor Ganchinho



Comentários