TEXTOS DE PESCA - Monstros marinhos, a saga continua - Cap II

Olá a todos!

Falamos sobre cobias?

Trata-se de um peixe muito interessante, que não temos nas nossas águas. A sua silhueta lembra-nos um tubarão, quando visto de perfil. 


Vítor Ganchinho, André Comte, Zé Vilarinho e Francisco Amante: uns índios…..com uma cobia de 50 kgs.


De uma vitalidade impressionante, são atletas de alta competição. Encontram-se normalmente juntas a cardumes de pargos, por cima, tal como fazem os nossos robalos com as cavalas. 

 
Uma cobia, à esquerda.

 
Não é raro estes peixes atingirem pesos superiores a 70 kgs. Antes da barbatana dorsal, para o lado da cabeça, tem uma série de espinhos que cortam como lâminas. Não são visíveis na foto, por estarem recolhidos.


Cherif Sow, um tremendo caçador de cobias, com um chapéu da GO Fishing Portugal.
 

Vejam aqui um filme feito em apneia, com algumas cobias no seu habitat natural. De reparar que aparecem alguns pargos misturados, alguns acima dos 20 kgs. 




Vítor Ganchinho

Comentários